Todos os Posts

20 MITOS DE BELEZA – MITO 2: PRODUTOS TESTADOS DERMATOLOGICAMENTE SÃO MELHORES DO QUE OS OUTROS?

A vida deu uma turbinada tão linda esses últimos dias que eu não tive tempo nem nada acessível pra poder postar pra vocês. Mas estou de volta com o 2º Mito desvendado da saga “20 Mitos de Beleza“!

Hoje eu vim falar pra vocês do famoso termo tão querido por nós nas embalagens de produtos cosméticos. Quem nunca leu “Dermatologicamente testado”, “Hipoalergênico”, “Não Comedogênico”, etc.. Pois bem será que vale a pena optar por adquirir produtos apenas por estes termos inclusos nas embalagens? Eu vim aqui debater com vocês o mito dos produtos dermatologicamente testados.

A Industria de beleza sempre está a procura de termos e ingredientes milagrosos que chamam a atenção dos consumidores. Nós sempre estamos querendo obter o produto mais moderno, mais tecnológico, não testado em animais, que tenha resultados rápidos, eficazes e duradouros. Ufa! É tanta coisa pra analisar antes de comprar um produto de beleza que até cansa! A gente não sabe por onde começar. Mas muita gente fecha os olhos e opta pelos produtos dermatologicamente testados. Afinal, se os médicos falam que ele é bom, deve ser maravilhoso, não é verdade? E os anti alérgicos? Perfeito para peles sensíveis!!! E o melhor de todos: Não comedogênicos, que não irão entupir nossos preciosos e delicados poros! 🙂

Mas será que isso tudo é verdade mesmo? Vamos ver o que a Paula do Paula’s Choice tem a dizer sobre isso..

De acordo com a equipe da Paula’s Choice, não há absolutamente nenhum teste, método, ingredientes, restrições, regulamentações, procedimentos ou regras, em nenhum lugar do mundo que determine se um produto está qualificado ou não para ser “hipoalergênico”. Qualquer empresa pode colocar em sua embalagem que um produto é hipoalergênico, pois não há nada que valide esta afirmação! Não é doido? As empresas fazem isso justamente para atrair consumidores que procuram produtos sensíveis para a pele. E mesmo que os consumidores peçam provas de que este produto é para peles sensíveis e pessoas suscetíveis a alergias, como eles vão provar se não há padrões que regulamentam esta afirmação? Interessante, não é verdade?

A equipe da Paula analisou diversos produtos que contém estas afirmativas na embalagem e por incrível que pareça, vários produtos continham ingredientes que podem acarretar alergias e pequenas reações em peles sensíveis (como vermelhidão, espinhas, cravos, ressecamento, etc.).

O termo dermatologicamente testado também é muito duvidoso e eu vou explicar o porquê disso! Quando lemos dermatologicamente testado ou recomendado por dermatologistas, nós costumamos pensar que os médicos estão realmente interessados em avaliar produtos que são feitos com ingredientes próprios para pele, que funcionem e que valham a pena. Mas nós nunca sabemos quais dermatologistas testaram os produtos, como foram os testes, com quantas pessoas, os resultados. Não sabemos de nada além do ‘dermatologicamente testado’. Além disso, muitos médicos são contratados pelas empresas para afirmar e colocar seu número de registro para que o produto em questão tenha maior credibilidade aos olhos dos consumidores.

Então devemos sempre estar atentos aos ingredientes dos produtos e não apenas no que a embalagem diz!

Beleza, Pele, Rosto, Todos os Posts

20 MITOS DE BELEZA – Mito 1: Comprar produtos de acordo com sua idade (o famoso “pele madura”)

Oi, corações! Vim com novidades para vocês! 🙂
Eu resolvi começar a série 20 MITOS DE BELEZA, que são 20 mitos que a gente super acredita e leva em consideração na hora de criar nossa rotina de beleza mas que não são verdade! Eu tirei essa ideia do livrinho da Paula Beogun, criadora da marca Paula’s Choice (produto para a pele) e do site que faz review de um mooooonte de produtos de beleza, dizendo se eles são bons para a nossa pele ou não! Eu acho super bacana que a equipe da Paula Beogun faz review e indica produtos que não são da linha de produtos da Paula’s Choice. Então você pode ter certeza de que está lendo algo confiável e que foi estudado por especialistas no assunto. Se quiser saber um pouquinho mais sobre isso, entre no site: BEAUTYPEDIA BY PAULA’S CHOICE TEAM. O livrinho que veio de brinde junto com a minha compra no site contém 20 mitos desvendados e eu vou postar um mito a cada dia. Lembrando que todos os créditos são da Equipe da Paula’s Choice Company e estou apenas repassando informações para vocês, com minhas palavras e opiniões a respeito! Let’s get started!


MITO 1: COMPRAR PRODUTOS DE BELEZA DE ACORDO COM A SUA IDADE

FALSO

Todos nós já ouvimos dizer que pessoas de pele “madura” devem utilizar determinados tipos de produtos, específicos para peles de pessoas mais velhas. Mas a verdade é que pele madura não é um tipo de pele. Cada pessoa possui um tipo de pele diferente, independente da idade. Se você tem mais de 50 anos e possui pele oleosa, não deve usar o mesmo tipo de produto de alguém que possui a pele extremamente seca. Então como um produto ‘para peles maduras’ pode ser ideal para todos os tipos e problemas de pele existentes por aí? Não é algo a se pensar…? Faz todo o sentido! Se minha pele tem rosácea, se minha pele é seca ou oleosa, eu preciso de um produto específico, e não algo que proclame minha pele como um tipo genérico. As companhias de cosméticos levam em conta de que uma pele madura significa uma pele que esteja ficando mais seca e que esteja com mais rugas e pouco colágeno. Ok, nós sabemos que a produção de colágeno vai caindo quando ficamos mais velhos, porém não significa que a pele madura esteja livre de espinhas, acne e outros problemas. Pele seca é pele seca, pele oleosa é pele oleosa e elas devem ser tratadas com produtos específicos!

Vamos parar de cair no mito da pele madura e utilizar produtos que sejam benéficos para a gente. Afinal de contas, se você come espinafre quando criança porque contém muito ferro, não significa que ele não será benéfico para você depois dos 50 anos, entende? Algo que é bom pra você, vai ser (quase) sempre bom pra você, independente da idade. E eu vou falar mais sobre isso nos próximos mitos! Então aguarde o próximo post com o MITO 2: PRODUTOS ANTI-ALÉRGICOS, NÃO-COMEDOGÊNICOS E TESTADOS DERMATOLOGICAMENTE SÃO MELHORES DO QUE OS OUTROS?